terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Pele


Às vezes
meu mundo se resume a pele clara e arranhada,
sorrisos doces
e tons de escarlate.

É lá que me perco
e de onde não sei sair.

É onde costumo mergulhar.

(Celso Mendes)

9 comentários:

. disse...

Belo!

Lara Amaral disse...

Ah, alguns poetas, quando os lemos, parece que estamos lendo aquilo que está dentro de nós e ainda não escrevemos. Vc é desses poetas para mim, Celso.

Beijo.

CARLA STOPA disse...

Doce mergulho...

Maria G. disse...

Celso

Esse mundo de peles clara e sorrisos doces é, por certo, o mundo a que pertence, por isso mergulha nele e nele se perde.
É, seguramente, o universo onde faz falta.

Bem haja!

M.G.

Suzana Martins disse...

Deliciosos versos!!
Na pele que me parte em versos delirando momentos...

Beijos

ErikaH Azzevedo disse...

Esse eu leio mas parece que me lê.
O tom escarlate ...a pele arranhada , os sonhos, tudo enfim... somos um mar... de conquistas, de naufrágios... e é mergulhando no outro que por vezes parecemos que mergulhamos em nós mesmos.
Um viva às palavras....

Bjos meus.

Erikah

Sandra disse...

Lindíssima metáfora!
Breve, mas intenso !
Parabéns

Colecionadora de Silêncios disse...

Meu amigo, melhor do que este teu mergulho é o meu, em tuas lindas poesias.

Beijo grande e lindo fim de semana pra vc! :)

Tiago do Valle disse...

Sentimento real, empírico, subjetivo... Uma viagem, os seus versos, e bela escolha do vídeo, também.