sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Motivo de escrever


a escuridão do branco
insólita
diz do pó da palavra
em nó desapertado de gravata
onde se encouraçam vozes
e se faz ré de si
a cantar silêncios retroativos
sobre imagens amordaçadas
em memórias olvidáveis

a escuridão do branco
macula chaga e sorriso
enxuga cores e cinzas
engole o passado
e clama por um inexistente futuro
a obscurecer olhares
com seu imenso nada

(Celso Mendes)

2 comentários:

Delírio dos pensares... disse...

É quando se trata de futuro, dai complica difícil é lidarmos com coisas que ainda não vimos, eu por ex, nossa nem te digo. òtimo poema, poeta Celso. Bjuss carinhosos, até mais....

doni seo disse...

obat kuat

pemutih badan

obat asam urat

obat pelangsing

obat hernia

obat diabetes

obat herbal

game pc

obat kuat semarang