terça-feira, 26 de março de 2013

Mariah

semente
de leite

o dente
ri
criança

e morde
colorido
minhas
pupilas
acinzentadas

(Celso Mendes)


Pequena balada para qualquer criança

enquanto há vento e algum alento
invento um verso, um voo inverso
atento e a tempo
enfim e assim
de ver pousar
teu riso
em mim

(Celso Mendes)


5 comentários:

MM disse...

Lindo poema e linda bebê!!!!

Joelma B. disse...

que bom te ler de novo!!

linda Mariah!

beijo, poeta!

Lídia Borges disse...




Uma ternura, este poema de amor.

Saudade! :)

Lídia

Sandra Subtil disse...

Que ternura!

Saudades...
Beijo

cirandeira disse...

Linda semente!, Celso!
Que alegria te ver por aqui novamente!!!

Beijo