domingo, 2 de maio de 2010

Invasiva

lento, hoje estou lento
como a saudade que me toma devagar
preguiçosa
vestida de um vermelho que me inunda
preenche-me de olhares
de sorrisos nus
de pele macia
e de uma falta danada desse seu abraço

(Celso Mendes)

6 comentários:

OceanoAzul.Sonhos disse...

A saudade, sentimento invasivo que provoca recordações.
Abraço

OA.S

Tania regina Contreiras disse...

A saudade aqui se veste de vermelho, e a imagino lânguida através de seus versos...
Beijos,

Prosas e Versos - AndreaCristina Lopes disse...

Saudade surpreende de todas as maneiras, lenta, triste, alegre, lânguida e por vezes inconsequente.

É belo teu versar, amigo Celso!
Parabéns!

CARLA STOPA disse...

"Um vermelho que me inunda..." Perfeito isso...Meu abraço.

marlene edir severino disse...

Deixe-se impregnar por esta saudade...
É presença, enfim...

Um abraço, Celso!

Marlene

Suzana Martins disse...

Nostalgia nas palavras que passam lentamente pela memória e pelas emoções!!

Lindas palavras!!!

Beijos